quinta-feira, 5 de abril de 2012

As Bem-Aventuranças

Mateus 5:1-12

"O problema dos administradores da Lei é confundir a Lei com o Valor - a ponto de colocar a Lei, por ser Valor, acima dos interesses que ela deveria defender. Fazendo da Lei um valor em si."

E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:

  • Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
  • Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
  • Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
  • Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
  • Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
  • Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
  • Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
  • Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
  • Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.

Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.


sábado, 13 de agosto de 2011

A Boa Semente

"Como um agricultor, Deus espera pacientemente a gente amadurecer enquanto nos prepara seu reino."

Para salvar o sermão, clique na indicação da leitura abaixo:
Mateus 13: 24-30, 36-46
  • Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo;
  • Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se.
  • E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.
  • E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio?
  • E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo?
  • Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.
  • Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.
  • Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao grão de mostarda que o homem, pegando nele, semeou no seu campo;
  • O qual é, realmente, a menor de todas as sementes; mas, crescendo, é a maior das plantas, e faz-se uma árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos.
  • Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade.
  • E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.
  • Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
Para apenas ouvir o sermão clique na barra de áudio:

quinta-feira, 7 de julho de 2011

O Jugo Massacrante do Poder e o Jugo Suave de Jesus

"A religião do "Eu tomo conta da tua vida e você toma conta da minha" gera neurose e dominação - não gera salvação."

Para salvar o sermão, clique na indicação da leitura abaixo:
Mateus 11: 16-19, 25-30
  • Mas, a quem compararei esta geração? É semelhante aos meninos que, sentados nas praças, clamam aos seus companheiros:
  • Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamos lamentações, e não pranteastes.
  • Porquanto veio João, não comendo nem bebendo, e dizem: Tem demônio.
  • Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um comilão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores. Entretanto a sabedoria é justificada pelas suas obras.
  • Naquele tempo falou Jesus, dizendo: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos.
  • Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado.
  • Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece plenamente o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece plenamente o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
  • Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
  • Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.
  • Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve.
Para apenas ouvir o sermão, clique na barra de áudio:

segunda-feira, 13 de junho de 2011

A Obra de Jesus e a Vinda do Espírito Santo

Para gravar o sermão, clique na indicação da leitura abaixo:
Atos 2:1-21
  • Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar.
  • De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados.
  • E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma.
  • E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.
  • Habitavam então em Jerusalém judeus, homens piedosos, de todas as nações que há debaixo do céu.
  • Ouvindo-se, pois, aquele ruído, ajuntou-se a multidão; e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua.
  • E todos pasmavam e se admiravam, dizendo uns aos outros: Pois quê! não são galileus todos esses que estão falando?
  • Como é, pois, que os ouvimos falar cada um na própria língua em que nascemos?
  • Nós, partos, medos, e elamitas; e os que habitamos a Mesopotâmia, a Judéia e a Capadócia, o Ponto e a Ásia,
  • a Frígia e a Panfília, o Egito e as partes da Líbia próximas a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como prosélitos,
  • cretenses e árabes - ouvímo-los em nossas línguas, falar das grandezas de Deus.
  • E todos pasmavam e estavam perplexos, dizendo uns aos outros: Que quer dizer isto?
  • E outros, zombando, diziam: Estão cheios de mosto.
  • Então Pedro, pondo-se em pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja- vos isto notório, e escutai as minhas palavras.
  • Pois estes homens não estão embriagados, como vós pensais, visto que é apenas a terceira hora do dia.
  • Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel:
  • E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos mancebos terão visões, os vossos anciãos terão sonhos;
  • e sobre os meus servos e sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e eles profetizarão.
  • E mostrarei prodígios em cima no céu; e sinais embaixo na terra, sangue, fogo e vapor de fumaça.
  • O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e glorioso dia do Senhor.
  • e acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
Para apenas ouvir o sermão, clique na barra de áudio:

domingo, 12 de junho de 2011

Batizado da Maria Clara

Para salvar a gravação da cerimônia, clique na indicação da leitura abaixo:


Para apenas ouvir a cerimônia, clique na barra de áudio.

domingo, 5 de junho de 2011

Pastor Leonardo Repsold Prega Sobre a Ascenção

Para salvar o sermão, clique na indicação da leitura abaixo:
Atos 1:1-14
  • Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo quanto Jesus começou a fazer e ensinar,
  • até o dia em que foi levado para cima, depois de haver dado mandamento, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera;
  • aos quais também, depois de haver padecido, se apresentou vivo, com muitas provas infalíveis, aparecendo-lhes por espaço de quarenta dias, e lhes falando das coisas concernentes ao reino de Deus.
  • Estando com eles, ordenou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual (disse ele) de mim ouvistes.
  • Porque, na verdade, João batizou em água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo, dentro de poucos dias.
  • Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntavam-lhe, dizendo: Senhor, é nesse tempo que restauras o reino a Israel?
  • Respondeu-lhes: A vós não vos compete saber os tempos ou as épocas, que o Pai reservou à sua própria autoridade.
  • Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra.
  • Tendo ele dito estas coisas, foi levado para cima, enquanto eles olhavam, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.
  • Estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles apareceram dois varões vestidos de branco,
  • os quais lhes disseram: Varões galileus, por que ficais aí olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi elevado para o céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.
  • Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado das Oliveiras, que está perto de Jerusalém, à distância da jornada de um sábado.
  • E, entrando, subiram ao cenáculo, onde permaneciam Pedro e João, Tiago e André, Felipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus; Tiago, filho de Alfeu, Simão o Zelote, e Judas, filho de Tiago.
  • Todos estes perseveravam unanimemente em oração, com as mulheres, e Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele.
Para apenas ouvir o sermão clique na barra de áudio:

domingo, 25 de abril de 2010

Jesus, O Bom Pastor

Para salvar o sermão, clique na indicação da leitura abaixo:
João 10:1-18
  • Em verdade, em verdade vos digo: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador.
  • Mas o que entra pela porta é o pastor das ovelhas.
  • A este o porteiro abre; e as ovelhas ouvem a sua voz; e ele chama pelo nome as suas ovelhas, e as conduz para fora.
  • Depois de conduzir para fora todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz;
  • mas de modo algum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.
  • Jesus propôs-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia.
  • Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas.
  • Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram.
  • Eu sou a porta; se alguém entrar a casa; o filho fica entrará e sairá, e achará pastagens.
  • O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.
  • Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.
  • Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa.
  • Ora, o mercenário foge porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas.
  • Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem,
  • assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.
  • Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; a essas também me importa conduzir, e elas ouvirão a minha voz; e haverá um rebanho e um pastor.
  • Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para a retomar.
  • Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho autoridade para a dar, e tenho autoridade para retomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.
Para apenas ouvir o sermão clique na barra de áudio:

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Jesus se manifesta aos discípulos

Para salvar o sermão, clique na indicação da leitura abaixo:
João 21: 1-19

  • Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos.
  • Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Responderam-lhe: Nós também vamos contigo. Saíram e entraram no barco; e naquela noite nada apanharam.
  • Mas ao romper da manhã, Jesus se apresentou na praia; todavia os discípulos não sabiam que era ele.
  • Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, não tendes nada que comer? Responderam-lhe: Não.
  • Disse-lhes ele: Lançai a rede à direita do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam puxar por causa da grande quantidade de peixes.
  • Então aquele discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: Senhor. Quando, pois, Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica, porque estava despido, e lançou-se ao mar;
  • mas os outros discípulos vieram no barquinho, puxando a rede com os peixes, porque não estavam distantes da terra senão cerca de duzentos côvados.
  • Ora, ao saltarem em terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima delas, e pão.
  • Disse-lhes Jesus: Trazei alguns dos peixes que agora apanhastes.
  • Entrou Simão Pedro no barco e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, apesar de serem tantos, não se rompeu a rede.
  • Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. Nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? sabendo que era o Senhor.
  • Chegou Jesus, tomou o pão e deu-lho, e semelhantemente o peixe.
  • Foi esta a terceira vez que Jesus se manifestou aos seus discípulos, depois de ter ressurgido dentre os mortos.
  • Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu- lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeirinhos.
  • Tornou a perguntar-lhe: Simão, filho de João, amas-me? Respondeu-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Pastoreia as minhas ovelhas.
  • Perguntou-lhe terceira vez: Simão, filho de João, amas-me? Entristeceu-se Pedro por lhe ter perguntado pela terceira vez: Amas- me? E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas; tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas.
  • Em verdade, em verdade te digo que, quando eras mais moço, te cingias a ti mesmo, e andavas por onde querias; mas, quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá, e te levará para onde tu não queres.
  • Ora, isto ele disse, significando com que morte havia Pedro de glorificar a Deus. E, havendo dito isto, ordenou-lhe: Segue-me.
Para apenas ouvir o sermão clique na barra de áudio:

domingo, 11 de abril de 2010

Aparição de Jesus a Tomé

Para salvar o sermão, clique na indicação da leitura abaixo:
João 20: 24-31
  • Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.
  • Diziam-lhe, pois, ou outros discípulos: Vimos o Senhor. Ele, porém, lhes respondeu: Se eu não vir o sinal dos cravos nas mãos, e não meter a mão no seu lado, de maneira nenhuma crerei.
  • Oito dias depois estavam os discípulos outra vez ali reunidos, e Tomé com eles. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, pôs-se no meio deles e disse: Paz seja convosco.
  • Depois disse a Tomé: Chega aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; chega a tua mão, e mete-a no meu lado; e não mais sejas incrédulo, mas crente.
  • Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu, e Deus meu!
  • Disse-lhe Jesus: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram.
  • Jesus, na verdade, operou na presença de seus discípulos ainda muitos outros sinais que não estão escritos neste livro;
  • estes, porém, estão escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.
Para apenas ouvir o sermão clique na barra de áudio: